Devocional 4 – Raízes de Amargura

Gnarled Tree Roots — Image by © Royalty-Free/Corbis

Raízes de Amargura

“Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia, e toda a malícia sejam tiradas dentre vós.” (Efésios 4:31)

O texto de Efésios 4:31 mostra que a amargura não está sozinha. Com ela estão a cólera, a gritaria, a blasfêmia, a malícia e tantos outros sentimentos tóxicos não citados, mas que sabemos que existem.

A verdade é que muitas raízes de amargura têm sido geradas em famílias, na mais tenra idade. Isso prejudica a vida do casal e, consequentemente, a vida dos filhos; como se fosse algo cíclico.

Existem homens amargos e amargurados, mas a amargura é um sentimento tóxico mais comum em mulheres. Isso porque elas são mais tendenciosas a guardar rejeição e inferioridade na alma. Por isso, marido, cuide bem das emoções da sua esposa.

Como um exemplo bíblico de mulher amargurada, temos Mical, uma princesa, que tinha tudo para ser uma mulher de êxito ao lado do esposo, mas que, por causa da alma amargurada, sofreu consequências como esterilidade e solidão, devido a rejeição e as turbulências vividas na sua casa.

Como casal, precisamos cuidar da aliança e também da família para que a nossa casa seja sarada e não um lugar amargo de se viver. Que Deus nos dê sabedoria e inteligência para amarmos com o Seu amor àqueles que são nossas primeiras ovelhas, o cônjuge e os filhos.

Renê Terra Nova[/fusion_text]